José Armando Abdalla

2018 a 2019

Brief info

José Armando Abdalla Junior foi eleito por aclamação para o cargo de presidente da Ponte Preta na noite de 11 de dezembro de 2017 pelos Conselheiros que participaram da reunião solene realizada no Salão Nobre do Majestoso. O novo presidente assumiu oficialmente a instituição em 1º de janeiro, para cumprir o quadriênio 2018-2021. Contudo, em novembro de 2019, em virtude de problemas cardíacos, Abdalla Jr. renunciou ao cargo, dando lugar ao primeiro vice-presidente e conselheiro Sebastião Arcanjo, o Tiãozinho - Hélio Kazuo é o segundo vice-presidente no mandato.

AO ser eleito, Abdalla Jr. disse: “Fico muito honrado em ter sido eleito. Confesso que não tinha nenhuma pretensão neste sentido, mas vou fazer tudo o que estiver a meu alcance pelo bem da Ponte Preta.” Além disso, adiantou que o futebol seria a prioridade e que pretendia investir nos talentos da Base alvinegra.

Nascido em Campinas em 1º de julho de 1946, José Armando Abdalla Júnior é formado em Odontologia pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Campinas, com Pós-Graduação pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Além de torcedor, a história de Abdalla dentro da Ponte Preta começou cedo, aos 17 anos, quando ele foi goleiro do time Juvenil.

“Joguei até de 1964 a 1966, quando completei 20 anos: na época a Ponte não tinha Juniores e sim aspirantes, e o técnico que chegou naquele ano disse que não ia nos utilizar, então fomos todos dispensados. Voltei brevemente em 1968 e 1969, quando o técnico era o Cilinho, período em que no time de Base já começavam a se destacar Dicá, Luisinho, Manfrini, Nelsinho Batista e tantos outros que estourariam nos anos de 1970 na equipe principal. Eu, porém, não segui como jogador de futebol profissional”, relembra.

Uma vez formado (ainda na época de Cilinho), o agora dentista Abdalla passou a fazer parte do departamento médico da Ponte Preta. Em 1974, tornou-se conselheiro e, tempos depois, presidente do órgão. “Eu era vice-presidente do Conselho em 1996, mesma época em que o Sérgio Carnielli era vice da Ponte e, com a renúncia do Nivaldo Baldo, tornou-se presidente e eu me tornei presidente do Conselho Deliberativo, cargo que exerci por uma década, de 1996 a 2005”, conta.

Atualmente conselheiro nato, Abdalla trabalhou por mais de 40 anos como servidor público de Campinas, locado na Secretaria de Esportes em boa parte deles.

Leave a comment

NEWSLETTER

Digite seu e-mail para receber nossa newsletter
© Copyright 2021 Ponte Preta. All Rights Reserved